Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

O Jovem/Adolescente e a Solidão


2. Baixa-Estima
Ela inclui avaliações físicas (o corpo não é como desejariam que fosse). O mesmo ocorre em relação à saúde, sexualidade, aparência e comportamento. Tudo contribui para o adolescente ser vulnerável à rejeição, a qual provoca retraimento e este, solidão.

Quando o jovem tem pouca confiança em is mesmo é difícil sentir-se apto para criar relacionamentos com outros de sua idade.

3. Relacionamentos Familiares Inadequados
Quando aconselho adolescentes que padecem com a solidão, tento descobrir como foi seu relacionamento com os pais durante a infância. Creio que os primeiros dez anos da vida de uma criança é o período apropriado para solidificar a amizade, o companheirismo, a confiança, o respeito, a lealdade e o carinho entre pais e filhos. Se isso não acontece, essa criança chega à adolescência desestruturada; isto proporciona os motivos para ela sucumbir à solidão.

4. Medo
"As pessoas sentem-se solitárias porque constróem muros ao invés de pontes". As barreiras são erguidas para manter os outros afastados. Por quê? É por medo de intimidade, medo de deixar-se conhecer, medo de ser rejeitado ou de machucar-se novamente.

A solidão é dolorosa, porém mais suportável que o medo e a insegurança de ver cair a "máscara".

5. Desejo de Independência
Por natureza, os adolescentes anseiam por autonomia comportamental, moral, religiosa e por desenvolver suas próprias convicções e ideologias. Para alcançar esse tipo de liberdade cada um precisa depender de si mesmo. Por outro lado, tomar decisões sem conselhos ou interferência de outros, pode ser muito temerário e até causar afastamento daqueles que os rodeiam.

6. Circunstâncias e Mudanças Temporárias
O jovem torna-se vítima de uma circunstância imprevisível: a (o) namorada (o) o (a) abandona por outro (a); reprovação no vestibular; o amigo (a) muda-se para outra cidade, etc.

Denominamos esse tipo de solidão de situacional e temporal, porém, para os adolescentes, ela é arrasadora.

7. Inabilidade, Incapacidade ou Indisposição para Comunicar-se
A falta de comunicação pode ser uma das raízes da solidão pessoal. O adolescente cresceu em um lar pouco comunicativo e desconhece como fazê-lo ou, por uma razão qualquer, persiste em seu isolamento, mesmo tendo diversas pessoas a seu redor.

8. Repercussão Espiritual
Santo Agostinho orou da seguinte forma: "Tu nos criaste para Ti mesmo e o coração do homem se inquieta até encontrar o descanso em Ti."

A solidão é o resultado do distanciamento de Deus. O Senhor criou o coração do homem de um determinado formato o qual apenas Ele pode preencher.

A rebelião humana foi a causa parcial da solidão, pois ela ocasionou uma barreira entre o indivíduo e Deus. No sacrifício de Cristo Jesus no Calvário podemos reconstruir a ponte que fazia a ligação entre nós e Deus, e que foi destruída. Somente assim o problema da solidão espiritual é solucionado.

9. Outras Causas
Em seu livro: "Loneliness: a Social Development Analysis" , Craig W. Ellison aponta diversas e possíveis causas da solidão:

* Timidez;
* Rejeição;
* Doença física;
* Sentimento de não pertencer;
* Separação física de um ente querido;
* Conflito não resolvido;
* Incompreensão;
* Crítica de alguém a quem admire e exerça influência sobre ele;
* Morte de um ente querido;
* Desejo de possuir um relacionamento que nunca acontece;
* Muita atividade.

CONSEQÜÊNCIAS
1. Físicas
Em seu livro, "Loneliness: the Fear of Love", Ira J. Tanner, registra vários efeitos físicos da solidão: "A solidão infecta todas as fibras do nosso ser, nossas esperanças, ambições, sonhos, vitalidade, desejos, tanto quanto nossos corpos. Nosso comer e dormir são afetados freqüentemente. Obesidade e ganância também podem ser sintomas. A miséria da solidão às vezes se manifesta com dores corporais. Não é incomum fraqueza nas pernas, proveniente do fardo pesado que o medo acarreta e que carregamos sobre os ombros. Ombros arcados, lábios caídos, andar vagaroso e arrastado, bem como silêncio e isolamento, são efeitos da doença da solidão."

2. Baixa-Estima
A baixa-estima tanto pode ser a causa como a conseqüência da solidão. Às vezes é muito difícil identificar quando é uma ou outra. Qualquer conselheiro necessita de uma boa dose de sabedoria e perspicácia nesse sentido.

O jovem solitário carrega consigo sentimentos de vazio, desesperança e desvalorização, que sempre são acompanhados da sensação de não ser amado. Ele encara sua dificuldade em fazer amizades como um fracasso pessoal. Não raro, a opção pelo isolamento culmina em autocomiseração e egocentrismo.

Pr. Jaime Kemp

continua...

Sala Nova da Rádio

SALA DE BATE PAPO DA RADIO RESGATANDO VIDAS

Instruções para mudar seu Nome na Sala de Bate Papo




MAPA DOS PAÍSES QUE ACESSAM O BLOG DA RÁDIO

Free counters!

Tawk.to

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP