Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

AS CONSEQUENCIAS DA IMORALIDADE

Quando lemos a Bíblia encontramos vários textos que dignificam e enaltecem a sexualidade humana.

Deus é o criador do sexo, mas o Diabo o tem deturpado ao longo da história da humanidade.

A deturpação se dá de várias maneiras. Em pornografia, adultério, homossexualismo, bestialidade, incesto, fornicação, pedofilia, abusos sexuais.

As conseqüências da imoralidade são impressionantes do ponto de vista estatístico.
Recentemente o Ministério da Saúde divulgou uma pesquisa alarmante.

Alguns dados: 10,3 milhões de brasileiros já tiveram algum sinal ou sintoma de DST (Doenças sexualmente transmissíveis), como sífiles, HPV, gonorréia e herpes genial. Sendo que desse total, 70% são homens e 30% mulheres. Somente 18% dos homens e 11,4% das mulheres não procuraram nenhum tipo de tratamento.

Outro dado significativo: Manter relação com parceiro do mesmo sexo, de acordo com o ministério, mais do que dobra a possibilidade de ter algum sinal relacionado a doenças sexualmente transmissíveis.

Os números mostram também que pessoas que já tiveram mais de 10 parceiros na vida têm 65% mais chance de ter algum antecedente relacionado às DSTs.

Não teríamos tantos casos de enfermidades ligadas à sexualidade se homens e mulheres seguissem os ditames de Deus nessa área.

O padrão de Deus é que o sexo seja algo vivenciado entre um homem e uma mulher no contexto do casamento monogâmico.

Pena que a sociedade não reconhece que esse plano seria benéfico para a economia mundial e para a saúde das pessoas.

É triste verificar que os países gastam milhões e milhões de dólares no tratamento de pessoas com HIV quando esse dinheiro poderia ser canalizado para proporcionar melhores condições de vida. Não estou, ao fazer tal afirmação, condenando o uso de verba pública para tratamento de pessoas com HIV, mas ressaltando que se homens e mulheres seguissem o plano de Deus para a expressão sexual não teríamos tantos casos de enfermidades que hoje drenam os recursos recolhidos através de impostos.

É vergonhoso também saber que existe uma rede de proteção a não divulgação de dados ainda mais alarmantes que envolvem a imoralidade, especialmente relacionados ao homossexualismo.

Nossos impostos são gastos em programas que não levam a sociedade a refletir sobre essas verdades. O que o Governo gasta com o programa de prevenção a AIDS através da distribuição de preservativos é de causar perplexidade.

Nos Estados Unidos, por exemplo, o governo, influenciado pelo movimento sexual cortou a verba destinada a organizações pró-família, como a “Focus on the Family”, liderada pelo Dr. James Dobson, que destacavam a abstinência como forma de prevenção das DST.

Aqui no Brasil a Igreja Católica, que desenvolvia projetos nessa área, também sofreu pressões motivadas pelo movimento homossexual.

Resta-nos alguns caminhos a serem tomados.

Em primeiro lugar, lamentar e denunciar esse tipo de programa que só contempla o incentivo da imoralidade.

Em segundo plano, apresentar propostas alternativas de prevenção às DSTs com fundamentação cristãs.

Pr. Gilson Bifano

Sala Nova da Rádio

SALA DE BATE PAPO DA RADIO RESGATANDO VIDAS

Instruções para mudar seu Nome na Sala de Bate Papo




MAPA DOS PAÍSES QUE ACESSAM O BLOG DA RÁDIO

Free counters!

Tawk.to

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP