Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Voto Consciente.

Estão se aproximando as eleições municipais, e todos os cidadãos brasileiros devem votar, exercendo o seu direito de escolher os seus representantes. Precisamos de pessoas sérias, honestas, para nos representar como prefeitos e vereadores, conquanto saibamos que não é apenas isso que deterá a ação do Maligno.

A nossa luta não é contra carne e sangue, e sim contra principados, potestades, hostes espirituais da maldade e príncipes das trevas deste século, nos lugares celestiais (Ef 6.11,12). E, para esse combate, temos armas adequadas (vv.13-18), que o Senhor nos autoriza a usá-las.

É claro que nós como evangélicos, como os que realmente representam a Cristo nesta terra, não votam em candidatos ligados a partidos declaradamente contrários a ideais que Deus, em sua Palavra, estabeleceu para a família. Candidatos ou partidos favoráveis ao aborto, de leis que procuram defender o que a Bíblia chama de imoral, as relações homossexuais, cujas relações não nos leva a matar pessoas por terem esse tipo de opção de vida, mas, que não podem nos impedir de proclamar as verdades de Deus reveladas nas páginas sagradas. Entretanto, eu gostaria de lembrar a todos de que, para nós, servos do Senhor Jesus, a principal arma não é o voto, e sim as armas da nossa milícia, que não são carnais (2 Co 10.4).

Hoje, lidamos com fortes correntes que tentam intimidar a igreja do Senhor, forçando o estabelecimento de leis de exceção que protegem pequenos grupos e não por questões de sobrevivência como de pessoas que não disponham das mesmas condições de concorrência no mercado livre de trabalho e condições físicas que os permitam se locomover e lutar pelos direitos da perfeita cidadania.

Penso que nós deveríamos estar, nesses dias tão difíceis, orando, jejuando pela nação, mas também apresentando a verdade do Evangelho, pregando contra o pecado. As armas da igreja são, prioritariamente, espirituais, repito. Mas isso não nos impede de votar. Em candidatos evangélicos? Não, necessariamente. É evidente que, se houver gente nossa, irmãos compromissados com o Reino de Deus e preparados para o cargo almejado, devemos sim votar neles. Contudo, há também os oportunistas, movidos por intere$$e$ outro$, os quais se valem da ingenuidade do povo evangélico para se elegerem.

O Reino de Cristo não é deste mundo; não é político (Jo 18.36). Quando lemos Atos dos Apóstolos, vemos o exemplo da igreja primitiva.  Ela foi uma igreja vigorosa, seus líderes caíam na graça do povo, influenciando positivamente governos e “sacudindo” o mundo. Mas ela foi perseguida. Por quê? Porque não se omitiu.

Em nossos dias, parece simplista convidar os irmãos a orar. Contudo, em 1 Timóteo 2.1-3, temos a seguinte promessa, ligada à oração: “Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens, pelos reis e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade”.

Há os que se levantam e dizem que igreja não é lugar de política e tem razão, porém, esquecem que igreja é um ambiente de culto, mas, também ambiente de reunir pessoas e famílias, além de obviamente, jovens e crianças que esperam muito das lideranças, para poder enfrentar a competitividade do mercado de trabalho; também temos essa responsabilidade, lembrando que o Senhor Jesus, orou ao Pai: "Não peço que os tire do mundo, mas, que os livre do mal.

Como há os que se levantam para achar que não devemos opinar e formar opiniões, queremos lembrar que o próprio Deus interagiu com nações antigas, para estabelecer reinos e constituir governos a exemplo da Síria nos tempos do profeta Elias e Eliseu, quando mandou que este, ungisse Azael como rei da Síria e como abençoou Dário e Ciro, reis da Pérsia pela benevolência com o povo judeu. Portanto, meu irmão vote; exerça o seu direito como cidadão. Não vote em candidatos declaradamente contrários à vida, aos valores da família esposados nas Escrituras, à liberdade de expressão. Mas lembre-se de que você tem armas muito mais poderosas do que o voto. Você é diferente das pessoas do mundo. Há um tesouro dentro do seu coração (2 Co 4.7; Jo 14.23), bem como uma espada do Espírito, em uma de suas mãos, e um escudo da fé, na outra (Ef 6.16,17). 

Meus queridos irmãos, ante as ameaças contra a igreja que estão sendo divulgadas na Internet, não nos esqueçamos de orar em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito (Ef 6.18), para que possamos “estar firmes contra as astutas ciladas do diabo” (v.11).

Deus te abençoe!

Almira

Fonte: http://cirozibordi.blogspot.com.br

Sala Nova da Rádio

SALA DE BATE PAPO DA RADIO RESGATANDO VIDAS

Instruções para mudar seu Nome na Sala de Bate Papo




MAPA DOS PAÍSES QUE ACESSAM O BLOG DA RÁDIO

Free counters!

Tawk.to

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP