Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 16 de outubro de 2010

O Espírito Santo e a igreja


Texto Bíblico: Atos 2.1-4,16-17

Nos tempos do Antigo Testamento, o Espírito de Deus vinha sobre indivíduos isolados, ou pequenos grupos, somente em ocasiões especiais e somente de uma maneira temporária, para ajudá-los a cumprir os objetivos de Deus (Êx 31.3; Jz 14.6; 1 Sm 16.13). Como os apóstolos estavam reunidos em Jerusalém para a festa de Pentecostes, era chegada a hora do cumprimento da promessa de Cristo de enviar o seu Espírito de forma completa e permanente sobre todos os crentes (Lc 24.49; Jo 14.16,17, 26; 16.5-15).

Este maravilhoso derramamento de Deus forneceu aos crentes o poder sobrenatural para levarem a mensagem transformadora de vidas do Evangelho até os confins da terra (At 1.8). Este foi o dia em que Cristo cumpriu a sua promessa de enviar o Ajudador, o Consolador, o Espírito Santo que iria residir permanentemente naqueles que depositassem a sua fé em Cristo. E que dia foi esse! O derramamento individualizado que Deus fez do seu Espírito na vida de 120 crentes resultou num derramamento efetivo da sua história, transformando a vida de três mil pessoas em um único dia.

O Dia de Pentecostes era uma festa anual celebrada no dia seguinte ao sétimo sábado depois da páscoa (Lv 23.15,16). Como a data era determinada pela passagem de uma “semana” dentre algumas semanas (sete semanas), era frequentemente chamada de Festa das Semanas. A palavra “Pentecostes” significa “cinquenta”, e a festa tinha este nome porque era comemorada cinquenta dias depois da Páscoa. Pentecostes era uma das três maiores festas anuais celebradas pelos judeus (juntamente com a Páscoa, cinquenta dias antes, e a Festa dos Tabernáculos, aproximadamente quatro meses depois). Jesus foi crucificado na época da Páscoa e subiu aos céus quarenta dias depois da sua ressurreição. O Espírito Santo veio cinquenta dias depois da ressurreição, dez dias depois da ascensão.

O termo todos se refere aos 120 crentes mencionados em 1.15(Atos). O mesmo lugar onde eles estavam era, provavelmente, o mesmo cenáculo mencionado em Atos 1.13. Muito provavelmente, os crentes estavam orando, como tinha sido seu costume regular durante o período que se iniciou com a ascensão.

O Espírito marca o início da experiência cristã. Ninguém pertence a Cristo se não tiver o seu Espírito (Rm 8.9); ninguém está unido a Deus sem o seu Espírito ( 1 Co 6.17); ninguém é adotado como filho de Deus sem o seu Espírito ( Rm 8.14-17; Gl 4.6,7); ninguém está no corpo de Cristo (em completa plenitude) exceto pelo batismo no Espírito (1 Co 12.13).



Texto extraído do: Comentário do Novo Testamento Aplicação Pessoal, vl 1, CPAD





Sala Nova da Rádio

SALA DE BATE PAPO DA RADIO RESGATANDO VIDAS

Instruções para mudar seu Nome na Sala de Bate Papo




MAPA DOS PAÍSES QUE ACESSAM O BLOG DA RÁDIO

Free counters!

Tawk.to

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP