Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 23 de março de 2010

O BOM SAMARITANO

A parábola do bom samaritano foi dada para ilustrar o importantíssimo mandamento da lei: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”. Nessa importante parábola aprendemos que:

1º Jesus nos ensina um importante princípio da ética humanitária: o próximo pode ser uma pessoa inteiramente desconhecida;

2º que o “próximo” pode ser de uma raça diferente, e até mesmo rejeitada ou desprezada;

3º o “próximo pode ser pessoa de outra religião, até mesmo conhecida como herética. “Próximo” não significa meramente a pessoa que mora por perto, mas qualquer um com quem entremos em contato.

Aprendemos, desde o Antigo Testamento, que os cuidados de Deus por toda a humanidade devem manifestar-se nas vidas de todos quantos são chamados “povo de Deus”. Não basta falar de Cristo; é necessário viver e agir como Cristo. Nossa pregação deve ser a nossa vida, que deve tornar-se a imagem de Cristo. Nossa relação com o nosso próximo deve seguir o exemplo de Cristo, que em nenhum momento humilhou ou menosprezou pessoas. “Ninguém deve colocar limitações no amor ao próximo, antes, pelo contrário, a pessoa deve querer fazer o bem ao próximo quanto gosta de fazer o bem a si mesmo”.

Em Mateus 12:20 aprendemos que Jesus não humilha as pessoas, ao contrário, Ele conserta vidas quebrantadas, levanta o ânimo dos abatidos, demonstrando amor e misericórdia até mesmo para com os abandonados e excluídos pela sociedade hipócrita e injusta que trata as pessoas pela aparência, esquecendo-se que Deus “dá importância à disposição e caráter interiores do ser humano” (1º Samuel 16:16).

Outrossim, Jesus mostra a ineficácia da religiosidade aparente. Nem o levita nem o sacerdote, conhecedores da Palavra, demonstraram amor e misericórdia para com o homem ferido. Porém, um samaritano, raça desprezada pelos judeus teve a atitude de amor que a lei exigia. Em I João 4:20 lemos que se alguém diz que ama a Deus mas odeia o seu próximo, esse é mentiroso, pois quem não ama o seu próximo a quem vê, não pode amar a Deus a quem não vê. Para Jesus não há fronteiras, nem raça, nem cor, nem crença, nem condição social. Qualquer forma de discriminação é pecado que desagrada o bom Deus, que não faz acepção de pessoas.

Reflita sobre o seu passado e olhe o seu próximo com misericórdia e amor. O seu olhar reflete o que vai no seu coração, e Deus o vê como ele realmente é. Ele não julga pela aparência...


Rev. Enoc Teixeira Wenceslau

Sala Nova da Rádio

SALA DE BATE PAPO DA RADIO RESGATANDO VIDAS

Instruções para mudar seu Nome na Sala de Bate Papo




MAPA DOS PAÍSES QUE ACESSAM O BLOG DA RÁDIO

Free counters!

Tawk.to

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP